domingo, 22 de novembro de 2015

Sakura Hiden - Capítulo Quatro: Seção Dois (Tradução)

A novela "Naruto - Sakura Hiden: Shiren, Haru Kaze ni Nosete" (Naruto - Sakura Hiden: Pensamentos de Amor e Saudade, Passeando na Brisa da Primavera), autoria de Tomohito Ōsaki, foi lançada em 03 de abril de 2015 no Japão. O livro contém 224 páginas.


Os capítulos da novela serão traduzidos para o português a medida que a versão em inglês seja liberada. Confira a segunda seção do capítulo quatro abaixo. Para ver outras partes do livro acesse aqui.

A tradução foi realizada pela equipe Sasusaku Brasil, e revisado pela NarutoProject/Naruto News.

------------------------------------------------------------------------------
Capítulo Quatro: Seção Dois

Páginas 102 e 103

"Não importa o que, a situação não é boa."

Essa foi à primeira coisa que Kakashi disse.

Ambos Sakura e Ino foram convocadas para o escritório do Hokage. Ele disse que tinham que conversar sobre as histórias a respeito de Sasuke.

"Sensei, você disse que não é bom."

Sakura deu um passo em direção à mesa quando Kakashi falou.

"A aparição de Sasuke foi detectada em algum lugar além da Areia. Além disso, foram numeradas vezes."

Sasuke estava em contato com um suspeito traficante de armas, bem como uma organização criminosa. Mesmo durante ambos os casos, ele parecia informar os inimigos que 'Eu estou planejando o terrorismo em Konoha'. E então, ele sugeriu cooperar com eles. Os que se recusavam eram mortos. Esse acontecimento também foi à mesma história que eles tinham ouvido falar de Gaara na Vila Oculta da Areia.

"De onde são essas histórias, Sensei?"

Sakura perguntou.

"Sim, elas são de Sai. Ele ouviu algumas das histórias de um informante..."

"Sai? Por que Sai está em contato com um informante?"

Perguntou Ino.

"Não... Eu quero dizer que Sai lhe tinha pedido para investigar um pouco sobre algo. Contudo, eu ouvi isso quando ele deu o seu relatório do progresso."

"Você disse que ele estava investigando algo... Isso é sobre o que você disse anteriormente, sobre alguém fazendo coisas suspeitas na aldeia? Sai estava investigando isso?"

Ino disparou uma rápida sucessão de perguntas. Kakashi reconheceu isso com um sorriso amargo e respondeu com um "Sim, é isso mesmo".

"Ele estava sozinho nisso? Você não deveria permitir ele fazer coisas perigosas, você sabe."

Ino perguntou ainda mais coisas.

"Está tudo bem. Eu disse para ele não exagerar demais. Ele é alguém que está completamente informado nessa área sobre o seu próprio senso de (quão longe pode ir). É porque ele não é como Naruto", disse Kakashi.

Ino estava frequentemente preocupada com Sai. Kakashi poderia ter percebido alguma coisa sobre ela, mas ele não disse nada sobre isso naquele momento.

"Mas sobre o Sasuke-kun..." Sakura perguntou.

Páginas 104, 105 e 106


"O que vai acontecer se isso continuar como está?"

"Se isso continuar como está, bem..."

Kakashi limpou sua garganta e continuou:

"Ele será colocado em uma lista de procurados internacional. Serão enviadas pessoas para persegui-lo de todo o mundo."

Sakura respirou.

"Bem, mas... não será decido em um pulo assim. Em primeiro lugar, eu acho que nós vamos nos reunir em uma Cúpula dos Cinco Kage. Sasuke também é um herói que salvou o mundo, juntamente com Naruto. Um homem assim não vai ser colocado na lista de procurados assim sem quaisquer discussões conjuntas."

"Se for esse o caso, vai ficar bem, então?"

Ino alegremente disse.

"Mas os atuais Cinco Kage lutaram juntos com ele como companheiros durante a Grande Guerra Mundial Shinobi. Pelo menos eles vão saber que o Sasuke-kun que fora visto é um impostor. Eles imediatamente entenderão isso, certo?"

Isso realmente parecia otimista e bom, não é? Sakura sentiu sinais de ansiedade dentro de seu peito. Esses sentimentos aumentaram quando Kakashi deu prosseguimento em suas palavras:

"No entanto, mesmo que as cabeças principais das vilas se sintam desse jeito, não significa que seja o caso de que as vozes de dentro de cada uma das vilas (concordem com eles). A perspectiva dos velhos tempos foi de que eles falassem vicariamente como a voz das aldeias. Se há muitas vozes das vilas que dizem que Sasuke deve ser eliminado, então todos os Cinco Kage podem seguir essa mesma linha de pensamento. Eles irão cooperar para formar um grupo para perseguir ele. Talvez isso aconteça com esse tipo de conversa das vilas."

"Eles irão fazer algo assim..."

A expressão facial de Ino esmaeceu.

"Se vai haver uma Cúpula dos Cinco Kage, por favor, permita-me também acompanhá-lo."

Sakura respondeu com um forte tom de voz.

"Não importa o quê, eu não irei permitir que Sasuke-kun seja um criminoso procurado, ou algo assim."

"Entendo. Se a Cúpula se reunir, eu vou te deixar ir. Bem... mas quem afirma seus reais motivos... não será Sakura, mas sim o próprio Sasuke. Embora a primeira coisa a fazer fosse insistir em sua inocência."

'Quão longe deveríamos ir com isso?' Kakashi resmungou.

"Vocês mantiveram um ponto de contato com uma mensagem ou algo assim?"

Ino perguntou.

"Sim, claro. 'Um impostor seu apareceu. Estamos solicitando contato urgente com você'. Algo assim. Mas, até agora, não há nenhuma resposta."

Ino suspirou com um som de 'Haa'.

"Mas e se Sasuke-kun não aparecer?... Nós não teríamos outra escolha, senão provar que o Sasuke-kun que foi avistado em vários lugares... é na verdade um impostor."

Disse Sakura.

"Bem, isso é verdade. Mas podemos fazer isso? A coisa que Gaara tinha percebido foi o chakra de Sasuke. Se isso é exposto na Cúpula dos Cinco Kage, pode ser que Gaara não tenha escolha quanto a mencionar isso. Quando isso acontecer, as nossas objeções não serão compreendidas. Então, os chefes das outras vilas não poderão se persuadidos."

[...]

Sakura mordeu seu lábio.

"Nós não temos escolha se não fazer isso."

Mesmo que ela tenha dito isso, ela não colocou muita força em sua voz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...